Inscrições

Olá, estamos reformulando o sistema de inscrições, que logo retornará para melhor atendê-lo, por hora as inscrições devem ser feitas pela própria federação organizadora.
Aniversariantes do mês

10/05
Bruno Barros de Andrade - PB
10/05
Luiz Lima - Pimenta - BA
16/05
Sandra Mesquita - PE
16/05
Ricardo Ribeiro - PE
21/05
Paulo Miranda - PAI - PE
21/05
Gabriela G Tabilo - PB
22/05
Igor Gassman - PB
25/05
Tony Santana - PE
27/05
- PB
31/05
Maria Adelia Guerra Souto Maior - PB
 

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4


Notícias

Bom desempenho marca a atuação da Seleção Brasileira de hipismo paraolímpico em competições pela Europa
04/05/2016 - Fonte: Surto Olímpico; Foto: Divulgação

A Seleção Brasileira de hipismo paraequestre fez bonito em 20 dias de disputas pela Europa. Participando de uma competição que dá vaga para os Jogos Paraolímpicos do Rio-2016, o CPEDI3* de Deauville, na França, o Brasil conquistou o quarto lugar. Na Bélgica, em Waregem, a equipe verde e amarela conseguiu repetir o mesmo resultado de terras francesas, realizando boas apresentações e mostrando potencial para a sequência da agenda de desafios antes das Paralimpíadas, que será em setembro.

Na Bélgica, o atleta Sérgio Fróes faturou o terceiro lugar na prova estilo livre e atingiu o percentual de 70,800%, que é um excelente resultado em busca da vaga dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Ele mostrou entusiasmo pelos resultados obtidos e destacou o encontro com seus possíveis rivais. “A competição foi boa, estavam todos os atletas da minha categoria que possivelmente serão meus adversários no Rio 2016. Estou muito feliz com o resultado. Foi uma forma de preparação e ensaio pros Jogos”, declarou o cavaleiro.

Serjão, como é conhecido, também lembrou que as disputas na Europa serviram para analisar quem será o animal nas próximas etapas. “Foi muito proveitoso estar em mais duas competições desse porte. Testamos a Bella Farfalla e o Coco Channel e fiquei com uma sensação muito boa. Na Bélgica, acredito que já estava bem mais adaptado e o resultado veio”, destaca Sérgio.

Nos próximos dias, Sérgio e a equipe brasileira irão retomar os treinos e analisar as competições que ainda serão disputadas para alcançar o índice pros Jogos Paralímpicos.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Zé Roberto Reynoso Fª, tricampeão da Copa São Paulo, agora a 50% das vitórias de seu pai
29/04/2016 - Brasil Hipismo com a fontes: SHP, CBH ; fotos: Luis Ruas

Não restam dúvidas que José Roberto Reynoso Fernandez Filho é o grande nome do hipismo em atividade no circuito nacional.Ainda assim repetir os feitos é sempre sempre difícil, mas sempre uma meta possível. No último domingo, 17/4, José Roberto Reynoso Fernandez Filho levou seu Maestro St Lois à vitória no GP da 45ª Copa São Paulo e, de quebra, garantiu o tricampeonato consecutivo. No entanto, o cavaleiro paulista ainda está em 50% das vitórias alcançadas na mesma competição pelo seu pai, o campeão pan-americano por equipes José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memorian). A disputa também valeu pela 2ª de oito Etapas do Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top e ranking da Federação Equestre Internacional e Zé Roberto, campeão brasileiro senior top 2015, também mostrou força em busca do bi.

Dos 36 conjuntos que disputaram a 1ª volta do GP, a 1.55 metro, conforme a regra, os 12 melhores habilitaram-se para o 2º e decisivo percurso idealizado pelo course-designer internacional Helio Pessoa, dentre os quais sete sem faltas. Antepenúltimo em pista Zé Roberto com Maestro St Lois garantiu o primeiro e único duplo zero falta em 53s12, conquistando assim tricampeonato consecutivo 2014/2015/2016.A disputa também rendeu a confirmação da liderança no Brasileiro Senior Top 2016 a Zé Roberto

Palavras do tricampeão

“Meu cavalo Maestro St Lois pisou em um prego e ficou um ano parado e vê-lo de volta, saltando com alegria, é uma satisfação imensa, porque em primeiro lugar está o bem estar dos cavalos”, garantiu o tricampeão, que ainda está a três títulos de seu pai José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memoriam), hexacampeão da Copa São Paulo em (1975/1977/1978, 1980, 1982 e 1990).

“Claro que quero trabalhar para alcançar o feito do meu pai. Acho difícil eu conseguir fazer isso consecutivamente. Mas, sem dúvida nenhuma, vamos trabalhar para alcançar o feito dele. Estou muito feliz, agradeço a Deus, a torcida da Hípica Paulista, do Clube Hípico de Santo Amaro,todas as pessoas que me apoiam e estão do meu lado. Quero dizer também um muito obrigado a minha equipe como um todo com Felipe Braga, Lucinha Rivas, Luizinho Mata, Dinei, os tratadores Guinho e o Rafa que fica mais em casa, o Marcelo Ferrador, a Priscila Azevedo veterinária, Malu Cury e tantos outros, sem eles nada disso seria possível acontecer”, enfatizou o campeão, que também comentou o traçado na pista.

“Achei o primeiro percurso mais técnico e delicado. Quando entrei na segunda volta ninguém havia zerado, por isso não havia porque eu arriscar tudo ou nada. Tenho fama de ser um cavaleiro rápido então mesmo quando vou devagar, procuro fazer um bom traçado e o importante é conseguir sair na liderança. Havia mais dois ótimos concorrentes depois de mim o Pedro Muylaert e Tiago Mesquita, mas felizmente a vitória ficou comigo”, completou Zé Roberto, cavaleiro santamarense e da Sociedade Hípica Paulista.

Sagrou-se vice-campeão Sergio Marins, campeão brasileiro senior top 2013, que montando JCR Quantico, fechou com apenas 1 ponto na primeira passagem e uma falta na 2ª, em 68s34.

Sempre competitivo o cavaleiro da casa Pedro Junqueira Muylaert levou Premiere Avignon Z ao 3º posto, sem faltas na 1ª volta e dois derrubes na 2ª, em 56s31. “O Avignon é muito experiente a 1.40m e agora no final do ano subiu para 1.55metro. Gostei muito do desempenho dele acho que posso mantê-lo confortavelmente nessa altura até o final do ano”, disse Pedro, que em 2015 garantiu o vice-campeonato brasileiro Senior Top.

Com esse resultado após a 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top, Zé Roberto, que também venceu o GP da 1ª etapa em Curitiba, disparou a liderança totalizando 40 pontos e promete brigar pelo bicampeonato brasileiro Senior Top. Em 2º lugar aparece o jovem talento Alberto Bento Sinimbu, 5º colocado no GP em Curitiba e 4º colocado na Copa São Paulo, totalizando 25 pontos. Tiago Mesquita, 4º em Curitiba e 7º na Copa São Paulo, ocupa o 3º posto com 23 pontos.

Regras do jogo – O Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top 2016 tem oito etapas com direito a dois descartes, exceto na última que tem participação obrigatória e peso 1.5 para efeito na contagem dos pontos que é feita de acordo com a tabela da Copa do Mundo. Cada etapa tem premiação mínima de R$120 mil no Grande Prêmio, e mínima de R$15 mil na prova preparatória.O Campeonato tem patrocínio da Hyundai e, além da premiação em espécie, o campeão brasileiro recebe um carro 0 Km.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Melhor cavalo que o Brasil teria nas Olimpíadas sofre acidente e é sacrificado
19/04/2016 - IG Esporte

Grass Valley, de origem irlandesa, tinha 16 anos e chegou a ser a sela do bicampeão olímpico Mark Todd
O hipismo brasileiro sofreu um duro golpe neste domingo. Principal montaria de Gabriel Cury, o cavalo Grass Valley sofreu um acidente durante o Internacional Belton Horse Trials, na Inglaterra, e precisou ser sacrificado. O animal, de origem irlandesa, tinha 16 anos e chegou a ser a sela do bicampeão olímpico Mark Todd, que ganhou bronze no Mundial de 2010 com ele.

O conjunto formado por Gabriel Cury e Grass Valley levou o Brasil aos seus melhores resultados internacionais no CCE. No ano passado, o garoto foi o melhor jovem cavalheiro em Badminton (evento mais tradicional do CCE, disputado na Inglaterra) e obteve o quarto lugar num evento de nível máximo do circuito mundial em Boekelo, na Holanda.

Cury não disputou os Jogos Pan-Americanos de Toronto porque sofreu uma lesão jogando futebol num churrasco na Inglaterra, onde mora. O garoto tem como treinador pessoal o bicampeão olímpico Mark Todd, neozelandês que também comanda a seleção brasileira.

No domingo, o animal machucou a pata durante a prova de cross country em Belton, chocando-se contra um obstáculo sólido. Horas depois, precisou ser sacrificado. "Muito obrigado pela nossa jornada vitoriosa. Só sou grato por você, Sem palavras para descrever a nossa parceria. Fique bem aí em cima", postou Gabriel nas redes sociais.

Toda a curta carreira de Cury, mais jovem cavalheiro dos Jogos Mundiais Equestres de 2014, foi montando Grass Valley, que pertencia à família do atleta. Internacionalmente, ele só competiu com um outro animal, Phineas Finn, que usou apenas em torneios de menor nível técnico.

O Brasil estará com equipe completa no CCE nos Jogos Olímpicos do Rio, com quatro conjuntos. No Pan do ano passado, ganhou prata por equipes e bronze no individual, com Ruy Fonseca. A equipe em Toronto ainda teve Henrique Pinheiro, Marcio Jorge e Carlos Parro. Com Marcelo Tosi no time, o Brasil foi sétimo no Mundial de 2014.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Ministério garante saúde de cavalos no Rio 2016
16/03/2016 - Band.com.br

A saúde dos cavalos, que serão utilizados nas provas equestres da Olimpíada do Rio de Janeiro, está garantida. Mesmo depois da suspeita de focos da doença conhecida como mormo, em 2015, no Centro de Hipismo de Deodoro. A ministra Kátia Abreu, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, afirmou nesta sexta-feira.

Ela esteve no complexo esportivo de Deodoro para visitar as instalações olímpicas e viu de perto uma série de medidas para preparar o local para o evento.

Desde abril do ano passado, o centro de hipismo está sob total vazio sanitário e cuidados de biossegurança, que serão estendidos até a chegada dos cavalos para os Jogos.

De acordo com o Ministério da Agricultura, fiscais federais agropecuários trabalham no local há mais de dois anos para assegurar a implantação das diversas ações sanitárias.

Pelo planejamento do ministério, os cavalos de competição vão desembarcar no aeroporto internacional do Rio e serão levados direto para o Centro de Hipismo, onde serão acomodados em baias individuais. Até deixarem o Brasil, os animais estarão sob supervisão contínua de veterinários e fiscais federais agropecuários.

“As obras estão no cronograma, os cavalos começam a chegar em julho e tenho convicção deque tudo estará pronto para as Olimpíadas”, disse a ministra.

“O ministério começou a participar da preparação em 2011 em eventos internacionais...O trabalho de biossegurança começou há dois anos limpando a área de todos os animais, pragas e doenças e conseguimos fazer o vazio sanitário e declarar a área livre da doença de equinos, inclusive com reconhecimento internacional", finalizou.

Em 2015, casos suspeitos de mormo, uma doença infecto-contagiosa e transmissível, levantaram dúvidas sobre a habilitação do centro de hipismo dos Jogos do Rio. Um animal que esteve em Deodoro chegou a ser sacrificado.

“Estamos muito tranquilos e o foco de mormo foi eliminado com muito esforço e trabalho. Estamos prontos para receber animais e atletas”, disse a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Daniel Khury vence GP Final do Circuito Indoor AB Concessões e José Reynoso é o campeão 2015
01/12/2015 - CBH

Depois de seis etapas o Circuito Indoor AB Concessões 2015 chegou ao fim neste domingo, 29/11, na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo. Foram 28 os conjuntos concorrendo no GP, a 1.50 metro com armação de Caio Sérgio de Carvalho, dos quais os 12 melhores voltaram para a 2ª e decisiva volta. Sagrou-se campeão o top paranaense Daniel Khury com Wangu Cooper, duplo zero, 42s21, resultado que também lhe garantiu o vice-campeonato na contagem geral do Circuito.

A 2ª colocação no GP foi da amazona Andrea Guzzo Muniz Ferreira com Gucci van´t Meulenhof, duplo zero, 43s79. Enquanto o 3º posto ficou com o cavaleiro da casa Marcos Antonio da Costa Ribeiro Junior com Arica du Caillou, também com duplo zero, em 43s88.

Líder da competição, após a 5ª etapa e um 1º lugar e 12º lugar na última etapa, o paulista José Roberto Reynoso Fernandez Filho, faturou o título de campeão geral com 176 pontos, seguido por Daniel Khury, 165 pontos e o carioca Marcello Ciavaglia, 141,5 pontos. Além da premiação mínima de R$ 50 em cada um dos seis GPs, a premiação final do Circuito Indoor AB Concessões 2015 será de R$120 mil, sendo R$60 mil para o grande campeão que será entregue durante a Festa do Prêmio Hipismo Brasil, promovido pela Confederação Brasileira de Hipismo no primeiro semestre de 2016.


Comente | Comentários desta Notícia (0)


Outras Notícias
federações FILIADAS

nossos PARCEIROS


mídias SOCIAIS




nosso ENDEREÇO

Circuito N-NE de Hipismo
Fone.:(81)3343-5970/(81)3343-4837 | hipismo@hipismonortenordeste.com.br

Av. Bernardo Vieira de Melo, 428 - Sala 204
Piedade - Jaboatão dos Guararapes - Recife-PE | CEP: 54.440-620